A reportagem da Spaço FM ouviu comerciantes durante um protesto contra o fechamento do setor na última sexta-feira, 17. Os lojistas destacaram que estão tendo dificuldades financeiras.

Para o empresário das lojas Big 10 e Tudo 1, 2 e 3, Fabricio Bernardi, o custo está alto para manter os negócios. “Parece que a conta está ficando toda para o lojista. A conta vem, ela é a mesma, dívidas são as mesmas. É revoltante”, desabafou.

O proprietário da Estação do Piso, Ivancir Galieti, defende o sistema de distanciamento controlado apenas para cidades com mais de 100 mil habitantes, pois em sua visão, os municípios pequenos acabam pagando preço do avanço da covid-19 em Bento Gonçalves e Caxias do Sul. “O comércio não pode pagar o que está pagando”, alegou.

A lojista da Horango Tango, Marcia Vedovelli solicitou ao governador Eduardo Leite (Psdb) que observe os empresários como agentes geradores de postos de emprego. “Nós estamos falindo, precisamos estar com as portas abertas. Não é o comércio o transmissor do vírus”, apelou.

Na tarde desta segunda, Leite deverá divulgar o resultado definitivo das bandeiras no estado. Farroupilha e região estão preliminarmente na cor vermelha, que indica alto risco de contágio.

OUÇA OS ÁUDIOS ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!