A cidade de Farroupilha, que já foi considerada a capital do calçado entre as décadas de 80 e 90 com mais de 130 fábricas, hoje conta com apenas 26 empresas. O levantamento foi divulgado pelo vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Calçado e Vestuário das Indústrias de Farroupilha, Juvelino Ângelo de Bortoli. 

Ele salienta que até 1997 cerca de sete mil pessoas estavam empregadas no município e hoje o número é de 2,4 mil, sendo que dois mil são funcionários da Grendene.

Durante a entrevista De Bortoli também comentou sobre a situação de empresas do setor que decretaram falência. Entre elas estão: AVA, Siprana, Torre, Pérola, Sabry, Maioli, Tremanito, Bortolossi, Tem Pahs e Contagio. A Sabry e a Siprana quitaram tudo, a Calçados Pérola ainda possui pendências, mas não tem capital para pagar as despesas, e mesmo assim os processos não foram encerrados.

OUÇA A ENTREVISTA ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!