Na contramão do que o mercado esperava em virtude do conflito entre Irã e Estados Unidos, a diminuição de valores nos combustíveis deverá chegar a 3% ou até sete centavos nas refinarias. O diesel não sofria reajuste desde 21 de dezembro de 2019 e também deverá cair de valor. O preço nas bombas ainda é uma incógnita.

Os valores reduzidos já estão em vigor nas refinarias a partir desta terça-feira, 14.

Conforme a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustiveis), a redução do preço para o consumidor deve demorar algum tempo, porque as distribuidoras têm que gerir o estoque estimado entre 15 milhões e 20 milhões de litros. Com isso, deve demorar 15 dias para chegar às bombas e, por consequência, ao consumidor.

Deixe o seu comentário!