O presidente da Associação dos Centros de Compras da Serra Gaúcha (Acecors), Paulo Dalsóchio comentou sobre a retomada econômica do setor malheiro em Farroupilha.

Segundo Dalsóchio, muitas excursões de fora do estado não estão chegando no município, o que reflete em uma recuperação lenta do setor. “Os guias do Paraná e Santa Catarina ainda não podem efetuar viagens, não podem vir com passageiros. Então o momento é de retomada, mas muito lenta”, explicou.

O presidente da Acecors lembrou que a pandemia iniciou em Farroupilha no melhor momento da malha, ou seja, no lançamento da coleção Outono/Inverno.

Outra preocupação é a inadimplência que poderá atingir as vendas. Conforme Dálsochio, o momento é de muita apreensão. “Mesmo que o cliente lá na ponta não pague, ou até mesmo faça uma renegociação, nós vamos conseguir pagar os nossos compromissos? O salário dos nossos colaboaradores?”, questionou.

Apesar de tudo isso, o empresário acredita em uma recuperação econômica do setor malheiro se não houver um novo fechamento do comércio e agências de viagens.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!