No Fim de Expediente desta quarta-feira, a contadora Nádia Emer Grasseli opinou sobre as propostas de aumento e criação de novos impostos. Observando o cenário político, Nádia crê que a CPMF será aprovada, e lamenta as propostas de elevações de tributárias, como aumento do imposto de renda, de lucros das pessoas jurídicas e o aumento do PIS/COFINS, que prejudicará as empresas prestadoras de serviços. Ademir Dal Pizzol cobrou cortes no governo como forma inicial para equilibrar as contas, como redução da máquina pública, diminuindo ministérios e cargos de confiança.
 

Áudios

Deixe o seu comentário!