O vice-presidente do Sismuf, Diego Tormes, em entrevista para a Spaço FM, comentou sobre as divergências que estão em discussão no projeto de Lei que dispõe sobre a gestão democrática das escolas públicas municipais e o processo de escolhas das direções. “A Secretaria de Educação propõe uma lei e nós estamos discutindo qual é o modo que nós achamos melhor, qual é o conteúdo que nós queremos dentro dessa lei que estabelece as regras do jogo para a eleição de diretores”, explicou.

Conforme Tormes, as sugestões de mudanças em alguns itens partem dos professores que fazem parte do processo. Ele ainda ressaltou que o projeto não necessita de urgência para votação e que há tempo hábil para efetuar as mudanças sugeridas. “O principal dilema nosso é que a eleição de direções é no segundo semestre, então não tem pressa para aprovar essa lei agora correndo”, ressaltou.

Para o vice-presidente, o fato do projeto ser retirado de pauta da câmara demonstra a seriedade que os vereadores estão tendo com o assunto, pois entendem que ninguém é melhor que os professores para opinar sobre as mudanças sugeridas na lei.

Confira o áudio abaixo

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!