O Colégio Estadual Farroupilha iniciou o ano letivo com falta de sete professores. A instituição foi a última a iniciar as aulas no município nesta segunda-feira, 9. A diretora Elezita Ferrari explicou que a instituição está atendendo cerca de 800 estudantes.

O período de recesso foi de muito trabalho para organizar o ano, mas o problema ainda é a falta de profissionais. “Não tem recurso humano, não tem como suprir”, declarou. No momento a instituição não tem professores de Português, Inglês, Educação Física, Física, Geografia, Sociologia e Matemática.

Elezita salientou que desta forma os alunos ficam prejudicados e quando o governo do estado encaminhar os professores para estas vagas, eles terão que recuperar as horas perdidas. Assim, a instituição se reveza para atender as turmas ociosas. “A nossa educação está num período de decadência”, finalizou.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!