Farroupilha foi tomada por discussões da polêmica Identidade de Gênero.  O item foi arquivado no Congresso Federal e Assembleia Legislativa, mas adicionada no Plano Municipal de Educação. Os criadores do projeto afirmam que sua principal proposta é que a pessoa deve construir sua própria identidade ao longo da vida. A presidente do Conselho Municipal de Educação, Deisi Noro, explicou que a o projeto aponta formas de combater a evasão escolar por motivos de discriminação. Pela Spaço FM, no programa semanal da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Pe. Paulo Gasparetto defendeu que as questões sexuais devem ser tratadas na família.
Confira na íntegra a manifestação no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!