As diretoras das escolas estaduais de Farroupilha alertaram em entrevista à Spaço FM para a falta de professores que pode acontecer no ano letivo.

Elas comentaram sobre as expectativas para mais um ano de desafios. “Nosso quadro está faltando professores de educação física, língua estrangeira inglês. O estado mudou a grade currícular e agora tem uma segunda língua estrangeira que é o espanhol. Uma turma também está faltando professor de português”, comentou a diretora da Escola Carlos Fetter, Eloísa do Amarante.

Já na Escola Olga Ramos Brentano, faltam algumas horas em português e literatura à noite. “Eu creio que já vão ser remanejados para noite. Foi essa necessidade para CRE, continuamos sem os setores, os pedidos já foram feitos, mas nada enviado. Estamos sem servente ainda, apenas uma merendeira. Iniciamos com a mesma realidade de sempre”, lamentou a diretora Márcia Guimarães.

Na Instituição São Tiago, o quadro estava completo, mas por conta de algumas desistências e transferências haverá falta de professores no início do ano letivo.“O quadro que estava redondinho, fechado, hoje já falta professores. A novela do ano passado vai se repetir”, pontuou.

Em relação ao início das aulas, das nove escolas existentes em Farroupilha, três sofreram alterações e iniciam somente em março.

Confira abaixo as escolas e o início das aulas

Escola Estadual Júlio Mangoni – dia 18

Escola Estadual Carlos Fetter – dia 18

Escola Estadual Olga Ramos Brentano – dia 18

Escola Estadual São Pio X – dia 18

Escola Estadual Izabel Venzon – dia 18

Escola Estadual Padre Ruy Lorenzi – dia 18

Escola Estadual Vivian Maggioni – dia 2 de março

Escola Estadual São Tiago – dia 3 de março

Escola Estadual Farroupilha – dia 9 de março

OUÇA OS ÁUDIOS ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!