O vereador de Farroupilha Thiago Brunet (PDT) fez duras críticas em relação a decisão do colegiado do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (Ifrs), no sentido de realizar processo seletivo por sorteio para os alunos ingressarem nos cursos disponíveis em 2021.

A decisão do colegiado foi motivada pela preservação da saúde dos alunos e estabelecida através de uma votação do conselho em que a maioria optou por não aplicar provas presenciais apenas para o ano letivo de 2021, no sentido de evitar a disseminação do coronavírus.

Assim, o ingresso para os cursos técnicos integrados e concomitantes ao ensino médio será exclusivamente por sorteio.

Para o vereador, o colegiado não levou em consideração o empenho e o esforço daqueles alunos que se dedicaram ao longo do ano para disputarem uma vaga nos cursos disponíveis em uma instituição federal.

Ele lamentou e salientou que faltou conhecimento necessário dos diretores para valorizarem a meritocracia. Brunet repudiou a decisão e ressaltou que estará atento ao sorteio.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!