As escolas estaduais estão apresentando diferentes realidades em Farroupilha. A diretora do Colégio Estadual Farroupilha, Elezita Ferrari se mostrou feliz com as reformas realizadas e contou que não há mais vagas, pois a instituição atingiu sua capacidade máxima com mais de 800 alunos. Elezita ainda comentou que neste ano não haverá falta de professores. “Durante três anos nós vinhamos com carência do corpo docente e este ano a gente começa com nosso quadro completíssimo”, ressaltou.

Já na Escola Olga Ramos Brentano, a diretora Márcia Guimarães Garcia relatou que até o momento há 220 alunos e faltam oito docentes para as disciplinas de Física, Matemática, Geografia, História, Português, Literatura, Sociologia, Artes e Educação Física. Márcia destacou que esta situação é reincidente. “Essa realidade é uma constante, todos os anos falta alguma carga horária”, completou.

O ano letivo inicia no dia 19 de fevereiro para os estudantes da rede estadual de educação. A reportagem também ouviu as escolas São Pio X, Vivian Maggioni, São Tiago, Carlos Fetter e José Fanton.

OUÇA OS ÁUDIOS ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!