O governo do estado sugeriu o retorno gradual das aulas presenciais a partir de 31 de agosto para as redes pública e privada de forma híbrida. A sugestão foi apresentada durante uma reunião com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) na manhã desta terça-feira, 11.

O primeiro nível a voltar seria o ensino infantil. Em seguida, o ensino superior retornaria em 14 de setembro, o médio e técnico em 21 de setembro, os anos finais do fundamental em 28 de setembro e os anos iniciais em 8 de outubro. Conforme a recomendação inicial do estado, somente as regiões que estiverem em bandeira amarela e laranja poderiam retornar.

O próximo passo é debater as datas e possibilidades nas 27 associações regionais de municípios. O objetivo será levantar uma posição única da Famurs para depois ser debatida em uma nova reunião com o estado.

Leia Também

Deixe o seu comentário!