O relógio marcava 7h40 da manhã de quarta-feira, 26 de dezembro de 2018, quando Farroupilha ouviu um barulho muito forte. O Edifício Vêneto, localizado no cruzamento das ruas Rui Barbosa e Independência, em cima da Akústica Musical, havia explodido. Os escombros danificaram carros e trancaram as vias.

Os moradores do prédio comentaram sobre os piores momentos do incidente que marcou suas vidas. Para Marina Marmentini, a vida segue normalmente, já que a estrtura já foi reformada. “Passa um filme na nossa cabeça. Depois de um ano, lembramos desse episódio mais ainda, porque, quando ví a explosão e cheguei perto, pensei: perdi a loja, perdi tudo”, relembrou.

Leia mais 

Explosão em apartamento deixa uma mulher ferida no centro de Farroupilha

Vítima de explosão em apartamento em Farroupilha se recupera em casa

Vítima da explosão de apartamento em Farroupilha recebe alta após 127 dias internada

Inquérito da Polícia Civil não aponta responsáveis pela explosão em apartamento no centro de Farroupilha

Laudo do Instituto Geral de Perícias aponta que válvula do botijão de gás estava vencida há oito anos no apartamento que explodiu

Moradores do edifício Vêneto comentam sobre a atual situação após quase um ano da explosão

Durante a explosão, a moradora Maria Ana Zanetti, de 68 anos, teve 80% do corpo queimado e continua em recuperação. O marido dela, Romeo Mützenberg, afirmou que há muito sofrimento ainda. “Um acidente desse a gente nunca espera, porque é diferente de um carro que tu estás sujeito a alguém bater ou vir por cima. Há 29 anos nós moramos ali, eu jamais iria imaginar ou passar na cabeça o que aconteceu. A gente não esquece isso aí”, lamentou emocionado.

Maria passou 127 dias internada no Hospital da Unimed. Atualmente, ela está bem, mas ainda está fraca e não pode realizar atividades pesadas. A explosão do apartamento 302, no Edifício Vêneto, aconteceu devido a um vazamento de gás. O inquérito da Polícia Civil não apontou culpados do acidente. 

Apesar da explosão ter marcado a vida de muitas pessoas, uma coisa é certa: a rotina dos moradores aos poucos está voltando ao normal. 

CONFIRA O VÍDEO DO MOMENTO DA EXPLOSÃO 

 

OUÇA OS ÁUDIOS ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!