O ex-diretor geral da Casa da Cultura, Alexandre Rech Broilo participou do programa Fim de Expediente desta quinta-feira, 23, e comentou sobre o processo que respondeu por assédio moral contra algumas servidoras municipais.

A denúncia culminou com a abertura de uma sindicância para investigar a conduta do ex-diretor que era Cargo de Confiança (CC). Conforme o registro, as mulheres passaram por humilhações e foram tratadas com desprezo, xingamentos e indiferença.

Segundo Broilo, o processo administrativo durou sete meses e foi provada sua inocência, contudo ele acabou sendo exonerado. O ex-diretor se mostrou insatisfeito com o desfecho da situação e se desligou completamente da política, inclusive se desfilou do partido Rede Sustentabilidade. “É decepcionante, não tenho mais o desejo de participar deste circo”, concluiu.

Confira o áudio abaixo

Leia também

Homem é preso com maconha na VRS-813 em Garibaldi

Cônsul geral de Israel apresenta potencialidades de tecnologia na CIC em Caxias do Sul

Processo para obter cidadania italiana está mais difícil

Áudios

Deixe o seu comentário!