Depois da água ter sido cortada há mais de 15 dias na área invadida do bairro Industrial, os moradores vem sofrendo dificuldades. Cerca de 500 imóveis estavam consumindo água tratada irregularmente. O presidente da Associação União Vencedora, Marcos Castro Alves, lamenta que as famílias tenham que fazer os tradicionais “gatos”. “Estamos numa área invadida, sabemos disso, mas queremos pagar água, energia e legalizar o terreno”, ressalta.

Ele ainda explica que entende a indignação da população de Farroupilha, mas salienta que todos que moram na área verde são seres humanos também. Em relação a regularização da área, Alves declarou que estava tudo acertado com a associação que representa os moradores, mas a prefeitura não autorizou mais e hoje 150 famílias vivem na ilegalidade.

Áudios

Deixe o seu comentário!