O prefeito de Pareci Novo, Oregino José Francisco (PDT), de 63 anos, morreu por volta das 9h30 deste domingo, 22, após ficar engasgado com um pedaço de carne. Ele estava em uma confraternização em um CTG do município de Brochier, sua cidade natal, na noite deste sábado, 21, quando se engasgou com a comida.

O prefeito sofreu uma parada cardíaca, mas tinha sido reanimado e chegou a ser socorrido à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Montenegro.

A prefeitura do município lamentou a morte do gestor através das redes sociais e cancelou as atividades deste domingo.

Confira o texto publicado no Facebook na íntegra

Oregino: prefeito, cidadão e amigo

Pareci Novo tem um domingo triste. A morte do prefeito Oregino José Francisco deixa a população abalada

No seu terceiro mandato como prefeito, Oregino participava de um jantar em Brochier quando teria se engasgado com um pedaço de carne, vindo em seguida a sofrer uma parada cardiorrespiratória. Levado ao Hospital Montenegro, foi logo constatada a gravidade da situação, vindo a falecer por volta das 9h30 da manhã deste domingo.

Oregino foi eleito prefeito pela primeira vez em 2004, sucedendo Jorge Renato Hoerlle, de quem havia sido vice. Reelegeu-se em 2008, e voltou a conquistar o posto de prefeito em 2016.

Oregino tinha um ritmo acelerado de trabalho. Era normal começar seu dia bem cedo, e muitas vezes não tinha hora para terminar. De forte senso prático, não gostava de deixar projetos e planos de trabalho engavetados. Queria as coisas acontecendo.

Nos últimos tempos, comemorava uma das bandeiras da administração, o início do restauro do antigo seminário dos jesuítas. Na sua gestão anterior (2005-2013) já havia se empenhado muito para que a principal referência do patrimônio histórico de Pareci retomasse sua vida. Foram inúmeras idas a Brasília na tentativa de conseguir verbas. Ver os guindastes reconstruindo a parte desabada do centenário prédio lhe empolgava, mais ainda por saber que havia verba garantida para a continuidade do restauro.

O projeto do restauro fazia parte de um plano seu de tornar Pareci Novo mais conhecida, o que vinha acontecendo com a visita de pessoas de diferentes partes do Estado por meio da criação de novos eventos. Um deles é a Festa da Cultura Alemã, podendo-se citar também outros, como a caminhada Caminhos do Coração. A Citrusflor, maior evento do município, foi outro cartão de visitas.

A construção da Rua Coberta, vista pelo prefeito como uma das grandes obras dos últimos tempos de Pareci, foi outra realização comemorada. A Transcitrus, outra grande batalha travada por ele.

Oregino nunca abandonou a paixão pela música. Na prefeitura, era marca sua receber os visitantes se apresentando com o bandonion. E mesmo em outros espaços, gostava de mostrar o quando a música ainda o acompanhava.

Exigente consigo, também cobrava resultado em todas as áreas da administração. Gostava de ver as coisas acontecendo. Entendia que a população tinha o direito de ser atendida nas suas necessidades.

Foi assim que investiu na expansão da rede de água por todo o interior, da mesma forma que tornou o asfalto uma realidade em todas as partes do município, levando qualidade de vida em diferentes frentes para os moradores. Da mesma forma, programas de incentivo fortaleceram o setor primário, particularmente na avicultura, com o surgimento de galpões com modernas técnicas criativas.

Assim viveu um homem forte, aguerrido e sem medo da vida. Um grande gestor que fará falta. No dia de hoje o Pareci Novo está triste, pela perda de um dos seus grandes.

Texto: José Carlos Flach e Assessoria de Comunicação de Pareci Novo.

Leia Também

Deixe o seu comentário!