A idosa Fátima da Silva, 60 anos, que chegou a dormir em um colchão improvisado com pedaços de madeira, foi encaminhada ao Albergue Municipal de Farroupilha provisoriamente pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação.

A secretária da pasta, Renata Trubian (Rede Sustentabilidade), explicou que a situação definitiva será estudada pelos técnicos da secretaria. “Nenhum momento a senhora Fátima ficou desassistida. Só que temos que buscar soluções para a questão dos filhos”, esclareceu. Está sendo avaliado ainda o encaminhamento de Fátima a uma casa de repouso permanente para idosos ou em um residencial terapêutico.

Fátima mora na Rua Wilson Tartarotti, no bairro Primeiro de Maio, e em 2013 sua casa havia sofrido com um incêndio criminoso. A moradia foi reconstruída, mas em 2019, após um dos filhos, que é usuário de drogas, queimar colchões, a casa ficou destruída. De acordo com Renata, em um primeiro momento, a casa não será reconstruída para não colocar os três membros da família na mesma situação.

Após a constatação da situação da idosa, ela acabou encaminhada à moradia de um vizinho. Fátima havia deixado a residência onde estava abrigada por conta própria, após uma discussão com um de seus filhos no último final de semana, dias 22 e 23 de fevereiro.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!