Após alguns relatos de moradores do bairro América de que as casas construídas para policiais militares estão sendo depredadas por vândalos e frequentadas por usuários de drogas, o subcomandante do 36º BPM, major Juliano Amaral esclareceu que os imóveis não são da Brigada Militar. Ele explicou que elas foram entregues há 30 anos e depois de um tempo os policiais compraram as residências, firmando um contrato com a prefeitura. "Não tem nada a ver com a Brigada Militar, nós não temos gerenciamento algum sobre essas casas. As casas são das pessoas", declarou.

De acordo com Amaral, das 10 residências construídas, sendo cinco no bairro América e cinco no bairro São José, três ainda são habitadas, uma foi devolvida para a prefeitura e as outras seis não estão ocupadas. Dos proprietários, dois são aposentados, dois se mudaram para outras cidades, e um é falecido. 

A secretária de Desenvolvimento Social e Habitação, Renata Trubian já havia afirmado que as casas e os terrenos estão em nome dos policiais beneficiados com os imóveis na época, através de um financiamento do Programa de Subsídio Habitacional (PSH). Ela ressaltou que a residência devolvida por um policial será demolida devido a depredação.

 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!