O Partido Democrático Trabalhista (PDT) emitiu uma nota de esclarecimento sobre a investigação do Ministério Público (MP) que envolve o vereador Raul Herpich. A ação cumpriu mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores e acusa o político de ter desviado ao menos R$ 1,1 milhão das cooperativas habitacionais Meu Pedaço de Chão e Terra Nossa.

No documento o partido explica que não compactua com nenhuma atitude ilícita. A diretoria da sigla também afirmou que as informações divulgadas pelo MP não se tratam de atividades ligadas ao seu cargo no Legislativo ou partidárias.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

O partido Democrático Trabalhista – PDT vem a público, em razão da busca e apreensão realizada pelos Órgãos de Segurança Pública, envolvendo um filiado ao nosso partido esclarecer o seguinte:

O partido não compactua com nenhuma ilicitude, seja ela na esfera Civil, Penal ou Administrativa;

Em razão das notícias veiculadas na imprensa no dia 19/06/2019, a diretoria executiva do partido esclarece os fatos noticiados não se trata de nenhuma atividade parlamentar ou partidária;

Esclarecemos que ao partido não é dado o direito de condenar antecipadamente, porém não ficaremos alheios aos fatos levados a público, envolvendo um dos nossos filiados, colocando-nos a disposição do Poder Judiciário para eventuais esclarecimentos.

Presidente da Executiva Municipal do PDT - Thiago Pintos Brunet

Leia Também

Deixe o seu comentário!