A diretora da Fazenda Esperança, Gabriela Bonifácio, em entrevista à Spaço FM , comentou sobre a dependência química em Farroupilha. Ela também destacou a construção de um ginásio poliespostivo na ala masculina da entidade.

Gabriela ressaltou sua opinião sobre a internação involuntária, afirmando ser difícil a recuperação do dependente químico nesse estado. “Tem bastante dependentes químicos em Farroupilha. Hoje a entidade consegue caminhar com as próprias pernas. Temos um convênio com o governo federal e municipal que está nos auxiliando”, explicou.

Em relação à manifestação contra a legalização das drogas, ela foi veemente em declarar que é contra essa situação, ressaltando o sofrimento das famílias dos usuários de drogas.

A diretora da instituição ainda opinou sobre a internação involuntária. “É mais dificil de recuperar, porque as terapias que colocamos para a pessoa, não são aceitas e quando sai acaba recaindo”, pontuou.

A comunidade farroupilhense pode ajudar através de doações de alimentos, móveis ou dinheiro. É necessário entrar em contato pelo telefone (54) 9 9911-1650 ou no (54) 9 9106-6414. A Fazenda Esperança está atuando contra as drogas há 12 anos e conta com duas alas: A feminina, na Linha Sete Colônias, ajudando 10 internas. A masculina fica na Linha São Miguel e tem 45 pessoas internadas.

Ouça o áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!