O projeto Florescer, que estava funcionando no salão da comunidade do bairro Primeiro de Maio e havia encerrado suas atividades, irá retornar para Farroupilha, porém desta vez não terá envolvimento com religião ou política e ficará localizado no bairro Alvorada.

O professor Darci Levis, o presidente da União das Associações de Bairros (UAB), Paulo Scariot, e o presidente da Associação dos Moradores do bairro Alvorada, Claudio Bolico, explicaram como funcionará a iniciativa. “O projeto estava indo para o bairro Centenário, mas por questões burocráticas não foi aprovado da primeira vez e o novo presidente que me substituiu não quis. Procurei Claudio Bolico e firmamos parceria”, destacou Scariot.

Serão investidos R$ 283 mil em um salão que está sendo construído no bairro. Ainda conforme Scariot, o Florescer não funcionou no Primeiro de Maio por conta de aluguéis e entraves burocráticos. Ele esclareceu também a necessidade de dinheiro público para ajudar a manter o projeto.

O Florescer é um projeto do Grupo Randon com o apoio de outras empresas do município como Soprano e Lojas Colombo e tem o objetivo de disponibilizar aulas de inglês, informática, música, entre outras para crianças e adolescentes de cinco a 16 anos, no turno contrário à aula. A iniciativa é gratuita para toda a comunidade farroupilhense.  

Ouça o áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!