O chefe do Departamento de Proteção Animal, Juelci de Souza, que é responsável pelo Canil Municipal de Farroupilha, comentou sobre as declarações da fundadora e voluntária da ONG dos Peludos, Arlene Schinestzki Lazzari. Ela havia relatado uma série de casos que estão acontecendo no local em uma entrevista veiculada no programa Panorama desta quarta-feira, 30.

A reportagem recebeu fotos e vídeos mostrando a situação que se encontrava o canil. Em visita ao local, a Spaço FM foi acompanhada por Souza e verificou que estava limpo, ao contrário das imagens.

A voluntária explicou que os animais que lá estão voltaram a sofrer maus tratos desde outubro do ano passado. Ela destacou que foram feitas denúncias ao Ministério Público logo na abertura do espaço, em janeiro de 2018, e os problemas foram solucionados, mas retornaram no final do ano.

Arlene afirmou que falta de preparo de Souza para gerir o canil. “Qual é o papel desta pessoa? Porque não consegue controlar as pulgas do canil, não consegue controlar as moscas do canil, não consegue limpar uma fossa”, enfatizou.

Logo após a reprodução da entrevista da voluntária, o responsável pelo canil entrou em contato com a Spaço FM pendido direito de resposta. Souza foi entrevistado durante o programa e alegou que a entidade age tentando se aproveitar de algumas situações. “A ONG foi oportunista”, declarou.

Souza comentou que Arlene se desfiliou do MDB, partido de oposição ao do atual governo municipal, e tentou cargo na prefeitura. “O que ela tem feito por Farroupilha?”, questionou.

OUÇA AS ENTREVISTAS NOS ÁUDIOS ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!