Cerca de 160 servidores municipais lotaram as dependências do Salão Nobre da prefeitura de Farroupilha na tarde desta terça-feira, 21, para acompanhar o início das negociações da renovação do contrato com a Unimed. A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (Sismuf), Beatriz Sosnoski, e o grupo se reuniram com o secretário de Gestão e Governo, Vandré Fardin e o líder do governo na Câmara de Vereadores, Fabiano Piccoli.

O Executivo, por motivo de redução de custos, teria a intenção de transformar o plano em abrangência regional, o que não agradou os servidores. Conforme o sindicato, a categoria não abre mão da abrangência do plano nacional e de manter os mesmos benefícios atendendo as especialidades contratadas. Fardin explicou que existe a possibilidade do plano continuar nos moldes atuais, mas alertou que os valores poderão ficar mais caros para os beneficiários. 

A presidente do Sismuf comentou que manter a abrangência nacional significa beneficiar muitos servidores que atualmente realizam procedimentos e tratamentos em hospitais de Porto Alegre e região metropolitana. Quanto ao custo, Beatriz explicou que o município paga 50% e o servidor paga os outros 50% e o valor de cada dependente.

Vandré salientou que o próximo passo é apresentar a proposta ao prefeito Claiton Gonçalves, que irá analisar e dará a resposta ainda esta semana. A renovação do contrato, que deverá passar por processo licitatório, só irá ocorrer após a decisão da categoria. 

Áudios

Deixe o seu comentário!