O prefeito de Farroupilha, Pedro Pedrozo (PSB) justificou a suspensão do contrato de serviços com a empresa GigaCom, responsável por instalar a rede de fibra ótica interligando as escolas, unidades de saúde e órgãos administrativos no município.

De acordo com o prefeito, as escolas já têm internet e Farroupilha não precisa do serviço neste momento. Por isso, houve a suspensão do contrato. “Paramos todos os contratos que nós achamos que neste momento de pandemia, que a gente precisa muito dinheito para saúde, nós paramos”, declarou.

Segundo a empresa, cerca de 2,3 milhões foram investidos e agora a companhia está cobrando esses recursos. Pedrozo respondeu que o assunto está sendo tratado pelo setor jurídico da prefeitura.

Os outros contratos como o cercamento eletrônico estão em fase de negociação e o software da saúde foi anulado. O município busca a reversão de valores, que já foram pagos na justiça.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

 

 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!