O Legislativo de Farroupilha divulgou nesta quarta-feira, 19, uma nota de esclarecimento sobre a investigação que acusa o vereador Raul Herpich de desvio de R$ 1,1 milhão das cooperativas habitacionais.

Mandados foram cumpridos pela Operação Peter Pan na Câmara de Vereadores e na sede das associações nas quais Herpich é o presidente. Também foram bloqueados bens da família. 

A promotora Jeanine Mocellin, que coordenou o caso, explicou que a justiça indeferiu o pedido de afastamento de Herpich das cooperativas. Entretanto, a Justiça entendeu que os associados devem se reunir para decidir a situação. 

NOTA OFICIAL

O vereador presidente, Sandro Trevisan vem por meio desta nota informar que na manhã do dia 19 de junho de 2019, agentes da polícia civil munidos de um Mandado de busca e apreensão estiveram na Sede do Poder Legislativo Municipal para análise de documentos contábeis referentes a um suplente de vereador, cujo nome segue em sigilo por orientação jurídica.

Salientamos que o motivo do Mandado, emitido pela Vara Criminal de Farroupilha NÃO possui referência ao trabalho parlamentar realizado pelo mesmo, mas para averiguação de questões particulares, a qual não nos compete comentar. Reiteramos a plena cooperação da Casa Legislativa junto à diligência durante toda a operação, seguindo com este comportamento sempre que nos for solicitado pelo Poder Judiciário.

Estimamos o esclarecimento dos fatos o mais breve possível e reforçamos o nosso compromisso com a transparência dos atos públicos realizado pela Instituição, bem como por cada parlamentar municipal desta cidade.

Leia Também

Deixe o seu comentário!