Na entrevista reproduzida no Panorama desta segunda-feira, o presidente do Corede Serra, José Adamolli defendeu a instalação de um pedágio comunitário não só para manter as estradas, mas também para resolver situações históricas como trevos e duplicações. Segundo ele, tarifas de R$3,50 poderiam solucionar problemas a curto prazo sem depender dos governos.  A administração seria da própria EGR com participação ativa dos conselhos e entidades. 

Acompanhe a entrevista completa no áudio abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!