O prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves em entrevista à Spaço FM passou informações precisas sobre a aquisição do novo software que fará o gerenciamento da saúde no município. Conforme o prefeito, o atual sistema, denunciado por não atender e entregar tudo aquilo que foi contratado, será substituído por um novo.

A contratação do novo sistema custou R$ 3,3 milhões pela implantação e mais R$ 2,3 milhões pela licença do sistema, totalizando cerca de R$ 5,7 milhões. Ele ressaltou ainda que para manter o sistema em funcionamento e sua manutenção, a administração municipal irá pagar mensalmente o valor de R$ 196 mil. "Nenhuma cidade do Brasil tem esse software, que foi feito sob medida para Farroupilha”, comentou.

Segundo Gonçalves, a nova tecnologia vai gerar economia financeira e fará o controle de estoque, controle de almoxarifado, de farmácia, da prescrição médica digitalizada com duplo tratamento para a segurança jurídica do médico e do paciente, segurança para não haver troca de medicação, entre outros itens importantes. "O que estamos colocando no termo de referência é algo que está muito adiante do que se tem até aqui”, ressaltou.

O gestor explicou que o novo sistema irá gerenciar um prontuário eletrônico, marcação de consultas com especialidades específicas, o pós atendimento do paciente para saber da necessidade de tratamento ou encaminhamento para uma especialização se for o caso, interligação dos exames, entre outros itens.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!