O presidente das cooperativas habitacionais 'Meu Pedaço de Chão' e 'Terra Nossa’ de Farroupilha, Raul Herpich respondeu os questionamentos de integrantes das associações. Ele comentou que um dos problemas foi o valor baixo da parcela mensal.

Conforme Herpich, há 11 anos a realidade era diferente e a definição do valor em R$ 100 agora é muito baixa para um terreno de 300 metros quadrados com instalações de água, esgoto e calçamento. Atualmente as cooperativas possuem terrenos de 47 e 74 hectares com cerca de 3 mil associados.

O presidente explicou que a prestação de contas é repassada para os integrantes sempre em assembleias anuais e que caso eles tenham interesse de mais informações podem agendar um horário no escritório das cooperativas, localizado no térreo do edifício Alfredo, na Rua Júlio de Castilhos, no cruzamento com a Rua da República.

Mesmo com o valor baixo pago pelas famílias, algumas já pediram reembolso e cerca de 2 mil associados já foram ressarcidos. Eles receberam cerca de R$ 18 milhões. Até o momento os associados já pagaram cerca de R$ 12 mil cada terreno. O presidente também comentou que um lote do mesmo tamanho no município custaria cerca de R$ 150 mil.

Ele explicou que as contas estão todas em dia, mas que com algumas modificações do plano diretor do município os projetos dos terrenos estão sendo alterados pela terceira vez. Sobre a reunião proposta por integrantes das cooperativas que será realizada neste sábado, 30, no Salão Nobre da prefeitura, para criar uma nova diretoria das associações, o presidente comentou que isto é democracia, mas relembrou que já foi tentado há alguns anos, mas não houve sucesso.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!