Criado em 1980, o Conselho Comunitário Pró-Segurança de Farroupilha estava adormecido até os últimos meses. É dessa forma que o novo presidente, Alessandro da Silva trata a reativação do orgão que pretende unir todas as corporações que fazem a segurança do município. Sem interferir no trabalho do Mocovi, Da Silva, garante que auxílios históricos, como o Proerd e o pagamento do auxílio-moradia aos policiais, continuarão de responsabilidade do Movimento de Comunitário de Combate a Violência. Ainda de acordo com ele, a entidade se organiza para começar a arrecadação de fundos e a solicitação de auxílio da administração municipal não está descartado para o próximo ano. 


 

Áudios

Deixe o seu comentário!