Em 2015, foram revelados três casos de estupros em Farroupilha. Em março, dois homens foram presos por envolvimento em caso de abusos de menores. O caso ocorre em segredo de justiça e impede a divulgação de nomes. No final de maio, dois casos de estupros aterrorizaram a população do bairro Santa Catarina. O agressor foi preso no início de junho, uma semana após uma apreensão irregular de um suspeito. Na última semana, um homem foi preso por manter relações com uma criança de 10 anos. A promotora Jeanine Mocelin explica que o abusador tratava a criança como esposa, com a conivência da mãe da garota. Havia ainda suspeita de gravidez, descartada em exames.

A Dra. Jeanine classificou 2015 como “ano dos estupros”, devido ao número de casos revelados, e credita ao trabalho da rede de investigação e denúncias bem trabalhadas. O apoio de trabalho da Casa Lar com as vítimas também foi elogiado pela promotora. No caso dos estupros do bairro Santa Catarina, Dra. Jeanine explica que o caso está em via de sentença, aguardando neste mês o manifesto final da defesa. Casos de estupro não vão a júri, informa a promotora. O processo dos presos no início de maio segue em andamento. A sentença poderia ser finalizada em outubro, porque o Ministério Público desistiu de algumas perícias pendentes, devido a crer que as provas são contundentes, explica Dra. Jeanine. Porém, a defesa pediu a continuidade das perícias, e o caso aguarda decisão da justiça.

Áudios

Deixe o seu comentário!