A promotora Claudia Formolo Balbinot explica que, no ano passado, verificou alguns problemas com os processos de filantropia da Fundação Nova Vicenza. Levando em conta que a filantropia é o que garante a isenção fiscal, a situação foi levada ao Ministério Público Federal, que determinou a gratuidade de uma criança a cada cinco que pagavam. Na opinião da promotora, isso encareceu os convênios e a parceria foi quebrada.  

Áudios

Deixe o seu comentário!