Atualizada às 10h05.

Em frente à lotérica onde o policial Marison Maier foi morto no dia 28 de dezembro do ano passado, a polícia civil realizou simulação do crime na tarde desta segunda-feira, 14, para tentar montar o quebra-cabeças que coloca os suspeitos de envolvimento com a morte no lugar em que cada um estava na data. Também participaram do procedimento a Brigada Militar e o Ministério Público.
Dos quatro acusados, três estiveram na cena do crime. Fabio Freitas do Nascimento, que confessou ter dirigido o carro utilizada pelos criminosos no dia, Jéferson de Quadra, vulgo Xexé, que assumiu a autoria dos disparos, e Adriano Paulo Borges, o Calango, principal suspeito de ter matado Maier de acordo com a PC.
Delegado Mário Mombach e promotor Ronaldo de Lara Rezende falaram ao vivo à Spaço FM durante o Fim de Expediente. As entrevistas foram reproduzidas no Panorama desta manhã. Confira as manifestações na galeria de áudios sobre o caso.

Deixe o seu comentário!