Coordenador do Pronatec e responsável pelo andamento do seguro desemprego, Kuka Anghinoni explica a demora no agendamento. Quem procura o benefício hoje em Farroupilha, precisa esperar até setembro para ser atendido no balcão da Assistência Social. Kuka diz que isso não é novidade e atribui a demora à falta de profissionais e a grande procura pelo seguro. Unidades móveis foram solicitadas a federação para que se faça um mutirão de atendimento na cidade. Segundo Kuka, essas unidades já visitaram Caxias do Sul e são muito usadas em Rio Grande onde a demora é ainda maior. Ele diz que o problema ocorre praticamente todas as cidades da região.

 

Confira na galeria de áudios abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!