O ex-secretário das Finanças, Jonas Tomazini voltou a falar sobre o caixa deixado pela administração passada como herança ao governo Claiton. A questão levantada pelo vice-prefeito Pedro Pedroso, de onde estaria os recursos, motivou o retorno de Jonas, que dessa vez trouxe o documento assinado, na época da transição, pelo atual secretário das Finanças, José Henrique Machado dos Santos, pelo prefeito Claiton Gonçalves e pelo chefe da contabilidade, Dionélio José Shaider. O documento comprova o superávit de mais de 8 milhões do último governo.

Na entrevista reproduzida no Panorama desta quinta-feira, Jonas disse que o município não para com a troca de prefeito e que a partir de primeiro de janeiro o dinheiro é de responsabilidade da nova administração.

Confira na galeria de áudios abaixo. 

Deixe o seu comentário!