Diversas foram as reclamações de estudantes do Programa Mulheres Mil, do IFRS, nesta semana. Matriculadas nas oficinas, têm o direito a um beneficio de R$ 100,00 ao mês referente a vale transporte e alimentação. Segundo o diretor do campus de Farroupilha, Ivan Gabe, o atraso ocorreu por questões bancária e que no começo do ano o núcleo de Farroupilha não tinha autonomia financeira.  Até o começo da próxima semana, acredita que tudo será normalizado. Na entrevista reproduzida no Panorama desta sexta-feira, Gabe aproveita e atualiza sobre as oficinas do programa.

 

 

Confira na galeria de áudios abaixo.  

Deixe o seu comentário!