No dia 1º de janeiro, durante a posse dos vereadores eleitos e votação para a presidência do legislativo, Catafesta foi contra a indicação da coligação, e deu seu voto a Glória Menegotto, eleita dessa forma, presidente da Câmara de Vereadores. 

A atitude irritou o presidente municipal do Partido Progressista, Nestor Zanonato, que desde lá acusa o ex-presidente do legislativo de infidelidade partidária. No Panorama de hoje, Sedinei Catafesta atualizou as informações e disse que ainda não foi procurado pelo diretório estadual. Ele ainda comentou que é preciso rever a administração do partido no município e pede para que o presidente renuncie do cargo.

Confira a entrevista na galeria de áudios abaixo. 

Deixe o seu comentário!