O vereador do PP, Sedinei Catafesta foi notificado pelo partido após não seguir o acordo na votação que elegeria a presidência do Legislativo no inicio do ano. No diretório estadual, Catafesta apresentou a defesa na última sexta-feira e diz não ter receio nenhum de ser expulso da sigla. Ele está envolvido com a eleição da juventude partidária e pensa em permanecer sendo um progressista. Na entrevista reproduzida no Panorama desta terça-feira falou também sobre a CPI, que vai solicitar instalação na sessão de hoje. A CPI envolve funcionários da secretaria de Obras, da antiga administração, que estariam recebendo horas-extras indevidas.

Confira a entrevista na galeria de áudios abaixo.  

Áudios

Deixe o seu comentário!