Desde 2012 quando perdeu o filho Germano assassinado por bandidos, Paula Ioris luta pela mudança da legislação penal através da discussão que envolve segurança, presídios e educação.  Envolvida na ONG Brasil sem Grades, Paula foi a convidada do Fim de Expediente desta terça-feira e ao vivo no estúdio falou sobre luto, revolta e política.

Entre as propostas da ONG estão a prisão temporária de menores de idade, o fim do regime semiaberto e a internação compulsória dos dependentes químicos. No final de maio, os assassinos do filho de Paula, foram condenados a 67 anos de prisão.

 

Reelembre o caso em http://www.spacofm.com.br/noticias_detalhes.php?id=10832 e acompanhe os principais trechos da entrevista ao longo da programação. 

Deixe o seu comentário!