Um grupo de cinco merendeiras de escolas de Caxias do Sul está reivindicando o retorno do vale alimentação. O benefício que era de R$ 16 por dia foi retirado nesta segunda-feira, 2, sendo substituído por marmitas. Elas alegam que algumas têm restrições alimentarias e não podem consumir produtos sem indicações.

O vereador Rafael Bueno acompanhou a reunião que ocorreu nesta segunda-feira, 2, na Secretaria Municipal da Educação com a presença da gestora da pasta, Marina Matiello, do secretário de governo, Luiz Eduardo Caetano e do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação, Henrique Silva.

No encontro foram ouvidas as reivindicações e marcada mais uma reunião na quinta-feira, 5, para definir o que será feito. 

CODECA

Outra reunião em que o Bueno participou nesta segunda foi com funcionários da Codeca que acabaram sendo demitidos. O desligamento de 36 colaboradores aconteceu nesta manhã após a rescisão de contrato entre Samae e Codeca. "Além de atitudes autoritárias, estamos vendo dia após dia a precarização no serviço público em Caxias do Sul, demonstrando que a administração municipal está sem rumo. Isso que a presidente da Codeca, Amarilda Bortolotto, esteve na câmara na quarta-feira passada e negou que qualquer quebra de contrato com o Samae estivesse prevista", afirmou.

Deixe o seu comentário!