As 72 vítimas que morreram na queda do avião da empresa LaMia que transportava o time da Chapecoense em 29 de novembro de 2016, serão homenageados em uma missa especial, denominada 'Missa da Saudade'. A celebração que marca os três anos da tragédia ocorrerá nesta sexta-feira, 29, às 18h, na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Azenha, em Porto Alegre, e será rezada pelo padre Pedro Kunrat.

Paulinho Gobbato, pai de Rafael Gobbato, uma das vítimas da tragédia, ressaltou que todas as 72 pessoas que morreram serão relembradas e receberão simbolicamente uma rosa cada um. Em entrevista à Spaço FM durante o Panorama desta sexta-feira, ele relembrou os momentos difíceis que vem passando com a perda do filho e as dificuldades que as famílias tem encontrado com a justiça na busca das indenizações pela mortes dos familiares.

Conforme Gobbato, apesar de alguns políticos se empenharem no auxílio para as indenizações, pouco se avançou e as famílias ainda passam por dificuldades. "A gente fica apenas com a saudade e a dor da perda”, desabafou.

Confira a entrevista no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!