Morreu nesta quinta-feira, 27, o gaúcho Valdir Espinosa, aos 72 anos de idade. Ele foi submetido a uma cirurgia na região do abdômen no último dia 17, e foi internado novamente no dia 20. Com o quadro complicado por causa de uma pneumonia, ele acabou morrendo na manhã de hoje.

Espinosa ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube com o qual conquistou o Campeonato Carioca em 1989. Natural de Porto Alegre, Valdir começou sua carreira no futebol como jogador do Grêmio. Atuou por oito anos como profissional, passando por CSA de Alagoas, Esportivo de Bento Gonçalves e SER Caxias de Caxias do Sul. Em 1979 foi treinador do Esportivo. Em 1983 comandou o Grêmio e foi campeão da Libertadores e do Mundial de futebol daquele ano.

Espinosa trabalhou como treinador no Cerro Porteño, do Paraguai, no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e no Tokyo Verdy, do Japão e pelo Las Vegas City, clube americano. Os principais clubes brasileiros por onde ele passou já se manifestaram com notas de pesar.

Não foram divulgadas mais informações sobre onde será velado e enterrado.

Deixe o seu comentário!