Morreu na noite da sexta-feira, 20 de março o astro da música country americana Kenny Rogers, aos 81 anos.

Rogers estava em casa e morreu em decorrência de causas naturais, segundo a família. A família também comunicou que será organizada uma cerimônia de despedida íntima, sem que esta decisão esteja relacionada à situação nacional de emergência causada pela pandemia de COVID-19.

O cantor, é conhecido mundialmente por hits como "Lucille" e "Islands in the Stream", ganhou três prêmios Grammy e vendeu dezenas de milhões de discos em todo o mundo. O álbum "The Gambler", lançado em 1978, foi um enorme sucesso internacional com vários discos de platina e se tornou sua música mais icônica.

Seu último show foi em Nashville, em outubro de 2017, onde dividiu o palco com Dolly Parton para uma apresentação final de "Islands in the Stream". Em abril de 2018, ele cancelou as últimas datas de sua turnê de despedida devido a problemas de saúde.

Nascido em Houston, Texas, em 1938, filho de um carpinteiro e de uma enfermeira, Rogers iniciou sua carreira no final da década de 50 e logo entrou no mundo do rockabilly, jazz e outros gêneros que mais tarde o conduziram ao estilo country. Ele ficou famoso graças a seus duetos com Dolly Parton e a sua participação em alguns filmes e programas de televisão, como "The Muppet Show".

Casado cinco vezes, ele deixa sua atual esposa Wanda e cinco filhos, incluindo gêmeos.

Deixe o seu comentário!