Marie Fredriksson, 61 anos, morreu nesta terça-feira, 9. Em 2002 ela foi diagnosticada com câncer no cérebro e fez um tratamento agressivo mas, que na época deu resultado. O tratamento fez com que ela sofresse alguns danos permanentes no cérebro. Ela ainda perdeu a capacidade de ler e contar, a visão no olho direito e teve os movimentos do lado direito de seu corpo ligeiramente afetados.

O Roxette fazia muito sucesso na Escandinávia no final dos anos 80, até que um estudante americano levou um disco da Suécia (país de origem do duo) aos EUA, pedindo a uma rádio local que tocasse. Foi aí que a banda estourou. Até então, mais de 80 milhões de cópias dos discos foram vendidas pelo mundo. Os hits mais conhecidos eram It Must Have Been Love, Joyride, Listen To Your Heart and The Look.

Ao todo, a banda gravou 11 discos, sendo Good Karma, de 2016, o mais recente. Além do trabalho com Gessle, Marie gravou também 11 discos solo, que ficaram mais conhecidos na Suécia.

Per Gessle, o outro integrante da banda escreveu em sua rede social: "Não há tanto tempo atrás, passávamos dias e noites em meu pequeno apartamento compartilhando sonhos impossíveis. Estou honrado em ter compartilhado seu talento e generosidade. As coisas nunca mais serão as mesmas."

Marie Fredriksson deixou o marido Mikael Bolyos e seus dois filhos.

Deixe o seu comentário!