O ministro da Cidadania, Osmar Terra, fez fortes criticas à Ludmila e ao programa da Fátima Bernardes, por incentivar o uso da maconha.

Ele publicou um vídeo nas redes sociais, afirmando que está indignado com o “lobby descarado” que está sendo feito para a legalização da droga. “Isso é uma afronta à sociedade. A maconha é uma droga ilegal e proibida por lei. Isso é um crime que a cantora está cometendo. E ser exposto em um programa às 11h da manhã é outro crime”, criticou.

No vídeo, ele destacou que a cantora é usuária de maconha, ela chama de apelido e diz que a droga é uma coisa boa. Terra fez um apelo à população para não acreditar em história de maconha medicinal e ainda discorreu sobre as consequências do uso como retardo mental e esquizofrenia. “É muito importante a sociedade basileira se unir nesse momento. O governo Bolsonaro é contra a legalização da maconha e é o primeiro governo que coloca uma política que aumentou o rigor contra as drogas”, concluiu.

A cantora Ludmila apresentou uma música que faz apologia à maconha no programa da Fátima Bernardes em 23 de dezembro. Um trecho da música da funkeira diz: Eu fiz um pé lá no meu quintal / Tô vendendo a grama da verdinha a um real.

Leia Também

Deixe o seu comentário!