O desespero pela saúde do filho tomou conta do pai de Everton Daniel Zimmer, 14 anos. O adolescente que possui suspeita de tumor ósseo, há 10 dias fraturou o fêmur e foi encaminhado ao Hospital São Carlos. Durante esse período, Everton não consegue uma vaga em hospital de alta complexidade para executar a cirurgia. Desesperado, o pai Anério Zimmer, que não se alimenta há dois dias, acorrentou-se em um poste próximo ao hospital, na manhã desta segunda-feira, 25. Anério é morador de Alto Feliz e estava debilitado pela falta de comida e emoção. Ele passou mal e foi socorrido por populares até o pronto socorro. A população também reagiu em frente ao local com gritos de protesto pela demora na solução do problema.

Em entrevista à Spaço FM, a secretária da Saúde de Farroupilha, Rosane da Rosa, informou que há oito dias o nome do menino foi cadastrado na Central de Regulação de Leitos do Estado. O fato de existir a suspeita de tumor nos ossos fez com que o procedimento fosse alterado para alta complexidade em uma undidade de saúde de Porto Alegre. O secretário da Saúde do município de Alto Feliz, Eduardo da Costa Dutra, explicou que o menino havia se machucado no começo de agosto e não teria apresentado no diagnóstico nenhum tipo de fratura. O adolescente teria então sofrido uma queda no banheiro de casa, o que teria motivado a fratura no fêmur da perna esquerda. Ele foi levado ao hospital de Alto Feliz e acabou sendo transferido para Farroupilha, onde deveria fazer uma cirurgia de média complexidade. Conforme a Superintendente do Hospital São Carlos, Janete Toigo, o médico percebeu uma alteração nos exames, o que indica a possibilidade de tumor, e exigiu a transferência para continuidade do tratamento em outra unidade de saúde na capital gaúcha. O estado de saúde do menino é estável e todos os cuidados necessários são realizados enquanto é aguardada a liberação de leito.

Confira no áudio abaixo:

Áudios

Deixe o seu comentário!