Farroupilha possui duas associações que reciclam o material recolhido ao redor da cidade. A reportagem da Spaço FM visitou as duas empresas. Junto a ECOFAR há três meses, a Associação de Recicladores, localizada no bairro Industrial, recebe cada vez mais trabalho e menos estrutura. Na visita ao local, a reportagem constatou o volume crescente de lixo disponível, o aumento no número de funcionários e o pedido da presidente, Maria de Fátima Squini para que alguém ajude a dar mais estrutura à Associação. Hoje os mais de vinte funcionários não possuem os direitos garantidos e sofrem com a falta de materiais, como luvas, para trabalhar.
 
Na Vila Esperança, a associação de reciclagem local está há uma semana sem receber caminhões de lixo, com os quinze funcionários estando parados. O presidente da associação, Júlio César Pereira, diz que está sendo boicotado pela administração após denunciar o então secretário do Meio Ambiente, Rudi da Silva. Desde a última segunda que os caminhões com o material não chegam. Júlio expos as dificuldades e lembra de um compromisso com o prefeito Claiton Gonçalves. Um mês antes da criação da ECOFAR, a associação deixou de receber o lixo da CODECA para dar prioridade ao município.

Confira o relato dos presidentes das duas associações no áudio abaixo.
 

Áudios

Deixe o seu comentário!