A prefeitura de Farroupilha realizou na noite desta quinta-feira, 25, uma audiência pública para alteração no plano diretor da cidade. O objetivo é alterar o que foi aprovado em 2018, quando o Executivo Municipal avançou a área urbana para dentro da área rural. Isso possibilitou a instalação das cooperativas habitacionais que adquiriram áreas mais baratas para transformar em loteamentos urbanos.

A consequente diminuição do espaço rural prejudicou a ampliação e a manutenção da produção primaria e trouxe um reflexo negativo para os proprietários de áreas rurais, que passam a pagar tributos como área urbana. Durante a audiência houve espaço para manifestação, onde várias pessoas fizeram o uso da palavra. 

A presidente do Conselho Municipal da Cidade (COM Cidade), Simone Buscaíno Mergener, comentou sobre a audiência pública e relatou que quando houve a alteração do plano diretor em 2018, o Executivo Municipal não ouviu o COM Cidade, agiu por conta própria e encaminhou o projeto para a casa legislativa, que aprovou sem observar esse item considerado importante.

Outra falha comentada por Simone foi a inobservância da audiência pública. "Hoje o município está pagando o preço por não ter feito correto no momento certo", salientou.

O secretário de Planejamento, Pablo Uez também comentou sobre a audiência e o impacto que isso gera ao município. O próximo passo será decidido na Câmara de Vereadores, onde o projeto passará por uma análise antes da aprovação final.

Cerca de 170 pessoas participaram da audiência, entre elas empresários, agricultores, presidentes de cooperativas habitacionais, presidentes de entidades, lideranças comunitárias, vereadores e servidores publicos. Todos os protocolos de segurança da saúde em relação ao coronavírus foram obedecidos e atendidos.

Confira abaixo na galeria de áudios

 

Áudios

Deixe o seu comentário!