O empresário farroupilhense e fundador da rede de lojas Colombo, Adelino Colombo morreu nesta sexta-feira, 15, aos 90 anos de idade. Ele estava internado no Hospital São Francisco, no complexo da Santa Casa, em Porto Alegre, e faleceu de causas naturais.

Adelino nasceu no chamado Travessão Milanês, entre o distrito de Nova Milano e a cidade de Farroupilha, em 23 de dezembro de 1930. Neste local ele morou até os 17 anos e posteriormente trabalhou como vendedor e representante comercial, até abrir seu próprio negócio. Visionário, o empreendedor iniciou com a venda de televisores, expandindo sua gama de produtos. Crescendo cada vez mais, a empresa também se estabeleceu em municípios da Serra Gaúcha, em grandes cidades como Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis e assim sucessivamente, ampliando a rede. Hoje a Colombo conta com mais de 4 mil funcionários e atua em 190 cidades da região Sul, além de possuir um forte e-commerce. A sede fica em Farroupilha, na Serra Gaúcha, onde foi fundada por Adelino há 61 anos. Atualmente o empresário era presidente do Conselho Administrativo.

Ele deixa a esposa Ruth Colombo, quatro filhos, 10 netos e dois bisnetos. A rede de Lojas Colombo decretou luto e liberou os funcionários das lojas e do centro administrativo. Os serviços serão retomados neste sábado, 16. O transladado do corpo para Farroupilha sofreu um atraso e e as últimas homenagens, restritas à família, que estavam marcadas para as 21h serão prestadas na capela A do Memorial São José a partir das 23h30. Colombo será sepultado no Cemitério Público às 11h deste sábado.

Confira a nota divulgada pela empresa:

É com muito pesar e imensa tristeza que o Grupo Colombo comunica o falecimento do seu fundador e presidente do Conselho Administrativo, Adelino Colombo, aos 90 anos.
“Cresceu na vida através do próprio esforço, cumpriu todos os seus compromissos e respeitou as pessoas”, Adelino Colombo.
Nesta sexta-feira, 15/10, faleceu, aos 90 anos, o empresário, fundador da Lojas Colombo, Adelino Colombo, de causas naturais. Ele estava internado no Hospital São Francisco, no complexo da Santa Casa, em Porto Alegre.
Deixa a esposa, Ruth Colombo, quatro filhos, 10 netos e dois bisnetos. Nascido em Nova Milano, em 1930, guiado pela intuição e pelo talento para os negócios, fundou a Lojas Colombo há 61 anos, na cidade de Farroupilha (RS). Hoje, a maior rede de eletromóveis do Sul e a 10ª do País, com 305 lojas e mais de 4 mil funcionários. Seu Adelino, como era carinhosamente chamado, trabalhou até seus últimos dias, comparecendo a compromissos, como presidente do Conselho Administrativo da empresa. No cargo de vice-presidente, está o seu neto, Eduardo Colombo, que foi preparado pelo avô desde criança para liderar. A Lojas Colombo funde-se com a biografia de Adelino Colombo, que, na vida privada gostava de pescar, caçar, viajar e dos almoços de domingo, quando reunia a família. No início de sua jornada, Adelino ia de porta em porta para vender televisores, uma novidade para as famílias, que ficavam com o aparelho por uns dias para testá-los. Participou ativamente de entidades associativas e do Rotary Internacional.
Adelino Colombo sempre atribuiu ao relacionamento próximo com colaboradores o principal marco de sua trajetória de sucesso e empreendedorismo. Quando questionado sobre seu legado, certa vez, declarou: “Cresceu na vida através do próprio esforço, cumpriu todos os seus compromissos e respeitou as pessoas”.
Com persistência, construiu o Grupo Colombo, composto pelas lojas de eletromóveis e pelas empresas Crediare; ColomboCred, especializada em empréstimos; Colombo Motors; Colombo Consórcios; Colombo Casa Pet; Feirão de Móveis; e a Colombo Tech, desenvolvedora de soluções de software para varejo em nível nacional.

Deixe o seu comentário!