O programa Fim de Expediente desta quinta-feira, 7, recebeu o presidente da OAB subseção Farroupilha, Maurício Bianchi, o secretário de Projetos, Captação e Monitoramento, de Canoas, Darci Levis, e os vereadores farroupilhenses, Fabiano Piccoli (PT) e Arielson Arsego (MDB). Eles opinaram sobre diversos assuntos, entre eles o cercamento eletrônico que está sendo instalado no município.

Para Bianchi a contratação do sistema é importante e irá garantir uma maior segurança da população. O advogado, que também é vice-presidente do Observatório Social, explicou que o órgão analisou todo o projeto e a licitação aberta pela administração do município. De acordo com Bianchi, os documentos estão corretos, mas ele criticou algumas funcionalidades do sistema. Uma delas é a instalação de câmeras nas principais vias do município que irão multar os motoristas.

Ele ressaltou que até o momento não foram instaladas placas indicando a presença dos equipamentos nestes locais, o que está causando perigo para quem passa pelos trechos. “Isso é um risco muito grande de acidentes, que está acontecendo em função desta má implementação”, declarou.

O advogado comentou sobre uma das primeiras medidas do presidente Jair Bolsonaro que proibiu a utilização de pardais nas rodovias federais por ter a finalidade apenas arrecadatória. “Neste ponto o cercamento eletrônico está vindo a contra mão do que as pessoas querem”, pontuou.

Bianchi lembrou das lombadas eletrônicas que estão instaladas na cidade de Portão, onde a velocidade permitida é de 60 km/h. Neste trecho existe uma sinalização que indica aos motorista a presença dos equipamentos. O advogado ainda completou que se o sistema seria para salvar vidas poderia ser instalado desta forma. “Esse discurso, no meu ponto de vista, com todo o respeito, mas eu acho que é uma hipocrisia”, comentou. Ele também comparou com o pardal instalado na ERS-122, no conhecido morro da Julieta. Segundo Bianchi, o local fica em uma descida, sendo ainda mais perigoso para que passa pelo trecho.

O sistema deve entrar em funcionamento na segunda quinzena de março. O orçamento para a instalação do sistema é de R$ 2,8 milhões.

OUÇA O PROGRAMA COMPLETO NO LINK ABAIXO

 

OUÇA UM TRECHO NA ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Leia mais

Com um investimento de R$ 2,8 milhões, cercamento eletrônico deverá funcionar a partir de 2020 em Farroupilha

“O cercamento eletrônico é para dar segurança ao garibaldense e não para multar”, destaca prefeito Antonio Cettolin

Canoas duplica cercamento eletrônico que não multa por excesso de velocidade

Cercamento eletrônico em Garibaldi tem o objetivo de dar segurança e não cobrar multas

É pardal sim: Prefeitura se retifica e esclarece que câmeras instaladas nas rodovias de Farroupilha para o cercamento eletrônico também podem multar

Comando do 36º BPM afirma que Brigada Militar não foi inserida no processo de cercamento eletrônico de Farroupilha

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!