O gerente da Corsan de Farroupilha, Elton Ernzen, e o secretário do Meio Ambiente, Tiago Ilha, comentaram sobre a questão do racionamento de água no munícipio que deve iniciar a partir da próxima segunda-feira, 30, e sobre o trabalho de recolhimento de lixo durante o período de prevenção da pandemia do coronavírus.

De acordo com Ernzen, o racionamento é praticamente inevitável em virtude da falta de chuvas na região. Ele explicou que na manhã desta terça-feira, 24, uma equipe da Corsan fez mais uma avaliação na barragem do Burati, que está com o nível muito baixo. Ainda esta semana mergulhadores irão fazer um estudo mais preciso para trabalhar com o volume morto do reservatório. Se for possível, utilizar este volume. A companhia irá instalar uma bomba flutuante, já que nestes locais o equipamento atual não alcança a água. Conforme a previsão da meteorologia, as chuvas mais intensas são esperadas somente na segunda quinzena de abril.

Ernzen comentou que já está nos planos a construção de uma contenção mais alta na barragem para que a água seja mantida no reservatório em períodos de seca. Além disso, existe um projeto de perfuração de um poço na cidade.

O secretário do Meio Ambiente, Tiago Ilha, também ressaltou a importância das pessoas economizarem água neste período. Ele comentou sobre o trabalho da pasta e destacou que os serviços de coleta de lixo e varrição não foram alterados e a geração de resíduos aumentou em cerca de 10%.

OUÇA A ENTREVISTA NO LINK ABAIXO 

Deixe o seu comentário!